Sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos

A síndrome dos ovários policísticos acomete grande parte da população feminina. Portanto, conheça-a melhor para se tratar.

Artigo publicado por Fernanda Guimarães nas categorias: Beleza, Saúde

A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) atinge entre 20 e 30% das mulheres. A maioria dos casos não apresenta problema algum à saúde feminina, mas cerca de 10% deles é sintomática. Portanto, conheça os sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos e saiba como tratá-la.

O que é a Síndrome dos Ovários Policísticos

A SOP acontece quando há um desequilíbrio de hormônios sexuais, sendo os femininos conhecidos como estrógeno e progesterona e o andrógeno, como testosterona. Esse último, apesar de ser masculino, também está presente no organismo feminino, porém, em quantidades menores.

Tais hormônios têm como responsabilidade fazer com que os óvulos se desenvolvam normalmente nos ovários nos ciclos menstruais. Entretanto, ainda não se sabe o motivo, mas há um aumento considerável do hormônio andrógeno nas mulheres portadoras da SOP, o que causa alguns desconfortos.

Síndrome dos ovários policísticos

Os óvulos se desenvolvem dentro dos ovários, que ficam dentro de folículos e, durante cada ciclo menstrual, 2 ou mais óvulos são liberados para que aconteça a fecundação. Esse processo é conhecido como ovulação. Contudo, quando a SOP aparece, os óvulos não amadurecem e nem são liberados, formando pequenos cistos nos ovários.

Sintomas

  • Em alguns casos, ela pode causar a infertilidade, mas outros sintomas estão relacionados às alterações hormonais.
  • Os sintomas que acarretam os ciclos menstruais são as falhas na menstruação, que podem ocorrer frequentemente e em grandes períodos de tempo e irregularidades nela, que ocasionam sangramentos leves ou muito intensos.
  • Quando o hormônio andrógeno está presente em concentrações bastante elevadas, há o desenvolvimento de características masculinas, o que é conhecido como virilização.
  • Assim, a mulher pode apresentar tamanho reduzido de mamas, timbre de voz mais grave, clitóris atrofiado, presença de pelos ao redor dos mamilos, na face, no abdome e no peito (hirsutismo) e calvície.
  • A pele também apresenta sintomas, que são as acnes mais agravadas e marcas escuras ou grossas e dobras nas virilhas, nas axilas, nas mamas e no pescoço por causa da sensibilidade à insulina.

SOP

Tratamentos para a Síndrome dos Ovários Policísticos

Se a Síndrome dos Ovários Policísticos não for muito grave e a mulher apresentar excesso de peso, apenas o emagrecimento poderá amenizá-la, equilibrando os hormônios.

Porém, em outros casos, alguns medicamentos deverão ser ministrados para que ocorra esse equilíbrio e os ciclos menstruais se normalizem. São eles as pílulas anticoncepcionais ou os comprimidos de progesterona, a metformina e os análogos do hormônio que libera o hormônio luteinizante (LHRH).

Quando acontece a calvície ou o crescimento anormal de pelos pelo corpo, medicamentos como a pílula anticoncepcional, antiandrógenos e creme de eflornitina são receitados, além da remoção dos pelos com laser para que não cresçam novamente.

E as pacientes que pretendem engravidar e não podem devido à SOP, é indicado o tratamento com citrato de clomifeno, que faz com que o óvulo amadureça e seja liberado. Para casos mais graves de infertilidade, é recomendada a laparoscopia pélvica, que remove uma parte do ovário ou faz orifícios nele a fim de que os óvulos possam ser liberados.

Fernanda Guimarães

Autora

Fernanda Guimarães é apaixonada pela área de relacionamento, sexualidade & amor. Tem ajudado milhares de mulheres a encontrarem o homem ideal através de suas dicas de atração, sedução e conquista!



Comente!




*Campos obrigatórios