Como Fazer a Higiene Íntima Corretamente

Dicas para fazer a higiene íntima da forma correta

Artigo publicado por Fernanda Guimarães nas categorias: Beleza, Saúde

A higiente íntima da mulher é essencialmente importante, pois o aparelho reprodutor feminino, por ser interno, é mais sujeito ao desenvolvimento de doenças, principalemente bacterioses, devido a mucosa ser um ambiente propício: quente e úmido. Assim como escovar os dentes e tomar banho,  higiene íntima correta deve ser parte da rotina da mulher.

banho

Flora Vaginal

Os órgãos íntimos femininos possuem bactérias que são suas protetoras, pois o próprio organismo reconhece a necessidade de manter “guarda” na região. As principais bactérias são as do grupo Lactobacillo casei que possuem a função de converter açúcar em ácido lático, o mesmo ácido que os músculos fermentam quando em atividade intensa. Nesse caso, sua presença não demonstra um problema, mas sim que o organismo está funcionando corretamente, a acidez proporcionada pelo ácido garante que o pH da região fique equilibrado contra a proliferação de fungos e bactérias. Contudo, a flora vaginal não consegue proteger sozinha a região.

Como Higienizar a Região Intíma

Os problemas quanto a disseminação da limpeza vaginal são dois: em um momento, há muitas mulheres tão reprimidas sexualmente, por fatores externos a elas, que sentem vergonha de se tocarem, como se o próprio corpo fosse errado e pecaminoso, em algum lugares esse é  o principal motivo de uma limpeza que não é correta; por outro lado há aquelas que acreditam estar fazendo a limpeza de forma correta, mas limpam principalmente a vagina, que não precisa de tanta atenção assim, por não conter muita gordura, a limpeza precisa ser feita, principalmente, nos grandes e pequenos lábios, que formam a vulva. A vulva, além de não conter adiposidade suficiente para se defender, possui um pH menos ácido. A vagina, por sua vez, pode ter sua proteção natural comprometida com o uso de sabonetes e água.

Passo a Passo

Segundo os especialistas, o ideal é que a higiene  íntima seja feita pelo menos 3 vezes ao dia. Preferencialmente com água e sabonetes especiais, apesar de todas as polêmicas que envolvem o uso de sabonetes vaginais. Para a limpeza, usa-se somente os dedos, as esponjas, cotonetes ou outros apetrechos de limpeza devem ser descartados, pois podem provocar ferimentos. Os dedos também são a melhor opção pela mobilidade que possuem.

O clitóris precisa de atenção especial, pois, em um paralelo com a glande peniana, é uma região que acumula muitas células epiteliais e gordura,  o que cria um resíduo branco – o estegma, que precisa ser limpo. No restante da vulva, os movimentos devem ser circulares, além disso, toma-se o cuidado, assim como na limpeza pós urina, de se realizar a limpeza no sentido vulva – ânus, para evitar contato das bactérias do ânus com a vagina, que podem causar infecções.

higiene

Se você possui uma rotina muito movimentada, que não permite a limpeza constante, é recomendado o uso de lenços umedecidos durante o dia, para evitar o acúmulo de sujeita. Prefira os lenços sem perfume, evitando irritação na região, mas mesmo assim eles já são mais recomendados que o papel higiênico, que pode arranhar a pele fina da mucosa da região.

Fernanda Guimarães

Autora

Fernanda Guimarães é apaixonada pela área de relacionamento, sexualidade & amor. Tem ajudado milhares de mulheres a encontrarem o homem ideal através de suas dicas de atração, sedução e conquista!



Comente!




*Campos obrigatórios